Qigong

Considerando como metáfora a electricidade que corre numa casa, o Qigong seria a prática a partir da qual se fortalecem os cabos, o quadro da luz e tudo o que está envolvido no fluxo harmonioso da energia. É uma forma de desenvolvermos a potência de carga que conseguimos suportar. Razão pela qual serve de pilar a qualquer outra prática.

Antes de aumentar o fluxo deverá existe uma estrutura para o suportar e acumular. Assim evitaremos um desperdício e ineficácia na gestão dessa energia, pela falta de proveito.

As flutuações trazem potencialmente, perigos em si, que podem na melhor das hipóteses mandar o circuito eléctrico abaixo e no pior cenário, destruí-lo. Como tal desenvolvemos a capacidade de normalizar flutuações perigosas e gerar um fluxo harmonioso.

Para prevenir e harmonizar temos o Qigong, pois antes de aprender a mover, temos de aprender a permanecer.

2017-02-03T23:05:22+00:00

Comente com gosto

/* Omit closing PHP tag to avoid "Headers already sent" issues. */