Quando me sobra comida e tenho pouco tempo, faço um sushi. Em atenção aos puristas do sushi e os devidos preceitos, chamarei-lhe macrosushi. De uma forma muito prática e versátil crio um snack (ou refeição) bem mais saudável e guloso que a famosa bucha ou sanduíche.

ATENÇÃO » as algas gostam de agarrar-se aos dentes, pelo que é conveniente um espelho, um amigo, um guardanapo, uma escova ou um dedo (usai a imaginação).

Neste exemplo, fazer esta receita tomou 10 minutos entre prepará-la, tirar fotos e enfiar na marmita. A prática bem gozada, ajudará na tua ascensão vertiginosa de nabo a habilidoso. Por isso, é pores as “mãos no macrosushi” e fazer, melhorar e comer.

macro.sushi

De uma forma simples (em grosso modo) é como coloquei na imagem acima. Para os principiantes, acrescento mais referências para que consigam orientar-se.

O arroz é integral, fiz para o almoço da véspera e tendo sobrado, aproveitei no dia seguinte para isto (o arroz integral aguenta bem três ou mais dias). Poderão utilizar também arroz branco, embora sendo bem mais fraquinho poderá ser uma boa opção. Cozam-no para que fique com a goma natural e prefiram o biológico.

A alga nori compra-se já em folhas. Se vier em quadrados deverão tostá-la ligeiramente (2 a 5 segundos) numa chama. Se vier dobrada ao meio, significa que os fabricantes já a tostaram previamente. Opcionalmente podemos usar uma folha de couve e fechar com um palito.

O vinagre de arroz deve ser de boa qualidade (como tudo, verdade dita) e é essencial para criar o gosto típico que associamos ao sushi.

O chucrute deve ser biológico, como qualquer picle ajudará na digestão, para além de reforçar a flora intestinal. Escrevi sobre este aqui » Chucrute.

Os picles de cenoura são caseiros. Cenouras da horta (sem químicos), uma pedras de sal e deixados a fermentar. Os picles de supermercados são parentes muito degenerados daquilo que será um bom picle. Escrevi sobre estes aqui » Picles.

O rábano seco também conhecido por “daikon” é um alimento e remédio ótimo para os intestinos. Cozi-o numa frigideira com pouca água, juntamente com os cogumelos shitake, para o jantar de ontem. Tendo sobrado, serviu hoje para o recheio do macrosushi.

O molho de soja conhecido por “Shoyu”, deve conter apenas três a quatro ingredientes. Sendo que a soja utilizada deverá ser não transgénica e de preferência biológica. Também podem improvisar, salgando com sal marinho diluído em água e umas gotas de cevada. É preferível mudar os ingredientes a abdicar da qualidade. Ou faz tu mesmo.

A faca deve cortar habilmente e focarás assim. a habilidade no que cozinhas. Investe numa faca de boa qualidade. No meu caso, optei por uma japonesa da marca Mitoku, porém o que importa é que corte mesmo bem. Uma boa faca substitui todas as outras. Dez facas ao preço de uma, serão brinquedos ou objetos de decoração para a cozinha, que lá ficarão com pouca ou nenhuma utilidade.

A esteira de sushi ajuda a enrolar sem rasgar a folha. Serve também de individual para a refeição, sendo um objeto multiuso. Convém desenvolver algum jeitinho, tal como será para fazer uma panqueca ou aprender a escovar os dentes.

PREPARAÇÃO » Aproveitando as sobras do arroz e do rábano com cogumelos, basicamente é só mesmo montar. Ter tudo pronto, em recipientes já abertos, à distância de esticar o braço. Lavar bem as mãos e convém estar perto de água, seja pela torneira ou uma bacia (teremos de lavar as mãos várias vezes). Coloca a alga sobre a esteira, espalma o arroz e descola-o dos dedos usando água ou o vinagre de arroz. Aprende a dosear a quantidade de arroz e deixa uma margem de alga.
recheio é colocado numa tira ao meio. (poderás espalmá-lo no arroz).
Lava as mãos novamente e enrola tudo usando a esteira (muito arroz ou recheio torna o rolo muito grosso).
Sela o rolo, molhando a abertura com água ou no vinagre. Irá colar como um envelope.
Corta o rolo sobre uma tábua, lavando e molhando a faca antes de cada corte. Experimenta se resulta melhor, deslizar a faca ou fazer o movimento de serrar. Ficará arroz agarrado na lâmina, pelo que deves lavar novamente a faca antes de voltar a cortar. No final salpica tudo com com vinagre de arroz e molho de soja, a gosto. Coloca na marmita e… mnhaaaaaam !

1-IMG_0464

2017-11-29T23:37:50+00:00

Comente com gosto

%d bloggers like this: