As 24 estações do ano

A cosmologia daoista deriva do xamanismo da antiga China que desde tempos remotos observa a natureza, registando os fenómenos celestes e os padrões cíclicos. Do estudo e cálculos realizados emerge o calendário chinês para cada ano, assim como os sistemas de previsão ainda hoje utilizados para regular a agricultura, os modos de vida e os períodos propícios a cada empreendimento. Assente sobre o arquétipo do yin-yang e os fundamentos associados, este sistema concilia os ciclos lunares, os ciclos solares, os princípios vitais e as variações do movimento elíptico da terra em torno do sol. As diferentes posições do planeta consoante este movimento foram divididas em 24 “Segmentos Solares” (节气, jiéqì) que definem com grande precisão os eventos anuais.

Relativamente a 2019 temos, no dia 5 de Janeiro, o Xiaohan  (小寒, “Pequeno frio”). No dia 20 de Janeiro ocorre o Dahan (大寒, “Grande frio”), considerado o período mais frio do ano. A 4 de Fevereiro inicia-se o Lichun  (立春, “Início da Primavera”), que ocorre sempre com a primeira lua nova de Fevereiro. Durante o Lichun a natureza desperta do seu estado latente e reservado. Inicia-se aqui o movimento ascendente e expansivo, que se vai manifestando no decorrer das semanas seguintes. A Ocidente celebra-se o início da Primavera com o equinócio mas, do ponto de vista energético, o equinócio corresponde ao auge de um movimento que se iniciou muito antes. Poderemos pensar no Lichun como a nascente do movimento da primavera, e no Equinócio como sendo a foz onde desaguará esse movimento.

Conselhos para os períodos de Xiaohan e Dahan:

  • Proteja-se bem do frio e do vento;
  • Ingira mais aveia ou trigo sarraceno;
  • Cozinhe um pouco mais com o forno;
  • Ingira bebidas quentes como chá, cevada ou cacau de boa qualidade;
  • Faça compressas de gengibre nos rins;
  • Faça escalda-pés;
  • Vista o seu haramaki ou uma cinta quente para proteger a zona lombar;
  • Tenha um cuidado especial com os pontos VG16 / Fengfu (風府, “Palácio dos ventos”) e B12 / Fengmen (風門, “Portas do vento”). Uma forma simples passa por usar um gorro e cachecol, podendo aplicar calor nestes pontos se adequado (em caso de dúvida consulte um especialista).