Adulto

O Síndrome de Infantiloide, comummente conhecido por “adulto”, é uma atrofia que afeta o desenvolvimento de uma vasta população de seres humanos, impedindo-os de crescer harmoniosamente para seres bem resolvidos, com saúde e bem-estar.

Carateriza-se por uma hipotrofia do desenvolvimento da responsabilidade, da curiosidade, da pureza, da confiança e da bondade. Acompanhando-se por uma hipertrofia dos medos, dos apegos, dos caprichos, dos julgamentos, dos pré-conceitos e da infantilidade.

Este síndrome tornou-se tão devastador e comum nos indivíduos desta espécie, que passou a assumir-se que chegando a uma certa idade, os indivíduos já estarão provavelmente afetados pela doença, recebendo o nome popular de “adultos”

O indivíduo afetado por esta maleita progride para estágios cada vez mais graves e atrofiados, onde a capacidade de observar de forma pura e sentir profundamente é substituída pelo raciocínio tendencioso e a reação superficial. A inocência e a ingenuidade transformam-se em ignorância e estupidez. Ao passo que o leve coração, o profundo sentir e a leveza dão lugar à emoção superficial, o sentimentalismo e o pesar. O individuo tende a ficar progressivamente mais apegado e simplista em vez de mais livre e simples. A doença e o desconforto geral instalam-se em substituição da raiz forte e constituição bem formada que deveria ser a característica natural. Progressivamente o infetado vai esvaindo o ânimo em desanimado e a boa esperança em amargura.

Este síndrome tornou-se tão devastador e comum nos indivíduos desta espécie, que passou a assumir-se que chegando a uma certa idade, os indivíduos já estarão provavelmente afetados pela doença, recebendo o nome popular de “adultos”. Adulto deriva de adulterado, no sentido de algo que foi pervertido, contaminado e afetado do seu equilibrado desenvolvimento.

Os estudiosos ainda não encontraram a origem conclusiva deste síndrome. Entre os diferentes fatores causadores da doença, suspeita-se de condições ambientais, familiares, educacionais, alimentares e equívocos. Vários indicadores sugerem uma correlação com a “falta de tomates”, as ambições, a falta de responsabilidade, o egocentrismo e outros desejos compulsivos, como causas prováveis. Embora ainda não seja bem claro, se os mesmos serão causas ou efeitos.

A troca da integridade do individuo pela aceitação dos pares, a falta de estima por si e/ou pelo próximo, a abdicação da tolerância pela condescendência, o equívoco da flexibilidade pela incapacidade de compromisso, a incapacidade de diferenciar liberdade e libertinagem, ou respeito e prepotência, sugerem-se igualmente como agentes contribuintes para a adulteração dos afetados.

Não ignore esta tragédia, ajude as vítimas do Síndrome de Infantiloide.
Adopte um adulto e contribua.
Começa por si a mudança.

2017-01-30T17:52:30+00:00

Um comentário

  1. Maria Cristina Gonçalves de Almeida 30 Julho, 2017 em 15:07- Responder

    … é está decidido vou adotar eu mesma e cuidar de mim. Sempre com o objectivo de Ser Humana o mais possível 🙂 🙂 🙂

Comente com gosto

/* Omit closing PHP tag to avoid "Headers already sent" issues. */