gambuPara se ter sucesso basta atingir aquilo a que se propõe.
Para se ser feliz basta aceitar aquilo que se tem.

Falas de trabalhar a aceitação, sem aceitar algo tão natural como o tempo, as estações, a chuva, o frio, o calor, o vento e a núvem.
Pedes por abundância, menosprezando o ar, a água, o nascer do sol, a saúde, o abrigo, a comida, a vida e o tempo que ainda… vais tendo.
Sonhas com amor, temendo.
Anseias por mudança, por transformação, adiando a troca da lâmpada do candeeiro.
Desejas calma, engolindo a comida em duas dentadas.
Planeias em grande para o tempo distante, adiando as pequenas ações, no tempo presente.
Procuras por satisfação, com a insatisfação.
Valorizas o que custa, realizado em sacríficio, menosprezando o que te é dado de forma fácil, incapaz de reconhecer-lhe o mérito ou valor.
Queres viajar um dia para aquela terra distante, observando pelos anos aquele monte acolá.
Encantas-te com os óculos de sol Prada com 50% de desconto, que te ficaram por apenas 60€ e reclamas do preço da massagem e um livro que custa 20.
E enquanto assim, permaneces no áquem, do eterno insatisfeito. Sempre em luta para garantir o futuro, adiando o presente, a dádiva permamente. Até aquele dia em que “despertas” e simplesmente sorris …sentes a chuva como uma benção, vestes o casaco perante o frio, pisas merda estando calçado e entendes que não tendo tudo aquilo que ambicionas, ainda assim recebes imensamente mais do que dás. Cai-te tudo, entras em fluxo, a tua vida emana da fonte inesgotável e em cada momento brotas um pouco mais.

2017-11-29T23:38:03+00:00

Comente com gosto

%d bloggers like this: