(Dia 86 * Periyar, ÍNDIA भारत गणराज्य * 26-01-2014)
Pela natureza dicotómica do pensar, inevitavelmente concebemos todos os fenómenos por contraste. Comparamos isto com aquele outro, medimos isto em comparação com aquilo envolvendo-nos assim numa teia sem fim de relações e correlações. Ciente disto o sábio medita. Serve-se do pensar como quem usa um remo, sabendo que este apenas, não o fará atravessar o rio.

By | Novembro 5th, 2014|

Comente com gosto

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.