(Dia 74 * Dharamsala धर्मशाला, ÍNDIA भारत गणराज्य * 14-01-2014)
Persistentemente, integramos em nós algo que vemos aparte. Uma tela diversificada que nos compõe, separando por traços imaginários as formas ilusórias a que damos os nomes diversos de isto, aquele, este e eu.
No caminho da integração, não uniformizamos. Aceitamos a multiplicidade dos diversos aspectos da nossa unicidade. Integramo-nos na floresta que somos enquanto árvores, cuidando no tempo e pelo espaço certo, a semente que em nós cresce para ser.

By | Novembro 5th, 2014|

Comente com gosto

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.