(Dia 6 * Montanha do Cavalo Branco 白马山, CHINA 中国 * 07-11-2013)
Por todo o universo a singularidade é abundante. Existem idênticos, não há iguais. Assim o mais vulgar dos momentos, a mais comum das formas, é única, singular, preciosa. Nada no universo é insignificante em absoluto. Qualquer grau de significância, é relativo à perspectiva que o compartimenta.
No universo nem o nada é insignificante, tudo é.

By | Novembro 5th, 2014|

Comente com gosto