(Dia 28 * XIAN 西安, CHINA 中国 * 29-11-2013)
A verdade não se anuncia, manifesta-se. Limita-se a ser e por isso sempre está presente. Não sendo possível eliminá-la, possível é encobrir-se a percepção do observador. A isto poderíamos chamar de ilusão ou equívoco.
Quanto mais a entendemos mais se dá, mais se explica, mais se aplica em implicar-se em nós. Comunica até que repousa, silenciosamente, como uma semente antes de evoluir novamente. A este processo poderíamos chamar cultivar a verdade. Por não ter um fim, não tem um início. Limita-se a ser, eternamente.

By |Novembro 5th, 2014|

Comente com gosto

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.